Total de visualizações de página

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Resenha descritiva do filme "As três faces de Eva"

Oi! Boa tarde! Hoje vou postar uma resenha descritiva. Mas por quê?
Oras, pois eu leciono aulas no PIBID e o tema será este na aula de amanhã! E eu procurei algumas resenhas descritivas na internet e não achei nada bom! Então decidi eu mesma fazer e postar!
Infelizmente não contem todos os detalhes devido aos alunos serem preguiçosos de se ler... Enfim, espero ser de ajuda. E LEMBRE-SE DE DAR OS CRÉDITOS HEIN?

Resenha descritiva do filme “As Três Faces de Eva”

As três faces de Eva é um filme norte-americano de 1957 dirigido por Nunnally Johnson.O filme começa explicando sobre o que se trata: de uma mulher que desafiou um psiquiatra, o Dr. Luther, esse fato verdadeiro ocorreu na década de 50, a mulher tinha múltiplas personalidades, a mulher intitulada de Eva White no começo do filme era tímida, recatada e amorosa dona de casa e como se outra despertasse era o oposto de Eva White, Eva Black era engraçada, desinibida e namoradeira, gostava de sair, beber e dançar; enquanto Eva White ficava em casa cuidando da filha e do marido. Essas duas mulheres viviam dentro de uma, com o aparecimento de Eva Black, o marido de Eva White a leva a um psiquiatra que a acompanha, como num transe o psiquiatra pode trazer Eva Black e Eva White. Mas o que atrapalhava a vida dessa mulher era que a Eva Black estava dominando a Eva White e destruindo seu casamento. No começo os psiquiatras que a tratavam achavam que ela estava fingindo, mas com o decorrer do tempo eles perceberam que não, até a década de 50 nenhum psiquiatra tinha visto aquele fenômeno. Com as loucuras de Eva Black, o marido de Eva White a larga.

E eis que nesta confusão toda aparece uma terceira personalidade, Jane, Jane era uma mulher calma, um pouco tímida, mas decidida, gostava de ir a bailes descentes[ao contrario de Eva Black que ia em festas vulgares]. No momento em que Jane aparece, ela intriga mais ainda seu psiquiatra, cada uma intercalando a outra e trazendo problemas, Jane começa a namorar um dos homens que ela ia ao baile, os dois namoram seriamente, até que Jane conta sobre seu caso psiquiátrico que saiu no jornal e onde muitos tinham conhecimento, seu namorado aceita. Até que um dia, numa das sessões com o Dr. Luther Eva Black e Eva White “morrem” e Jane permanece para sempre. Jane constrói sua vida com seu novo marido e sua filha do casamento de Eva White.

Louco essa história né? Pois é real! Achei maravilhoso o mundo psíquico.
E quem ficou curioso para assistir o filme, aqui está o link: http://www.youtube.com/watch?v=5c7vkEWqAiI

2 comentários:

  1. Uma produção que me agradou ver o aspecto psicológico e hipnose presente na trama. Atualmente, existem uma série de lançamento HBO O Hipnotizador, onde esta questão é o protagonista. Quem gosta de filmes com sugestões de Psicologia, e com muito mistério, eu recomendo.

    ResponderExcluir
  2. estranho que eu praticamente sofro desse problema so que as vezes eu me pego roubando a personalidade alheia(dos vilões principalmente)

    ResponderExcluir